Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

BOAS NOTICIAS!

A parteira Agnes foi presa por ter atendido um parto em casa na Hungria. Já saiu o resultado do Tribunal dos Direitos Humanos da UE, ilibando a família desta decisão e multando o governo da Hungria por violação do direito fundamental à escolha.


Podem ler AQUI

1 comentário:

Marina disse...

Muitos parabéns pelo blog! Vim cá ter por recomendação da perlinpinpim e estou a gostar muito.
Tenho dois filhos, o primeiro nasceu de cesariana, a segunda de parto normal. Sabe o que dizem algumas amigas? Que o terceiro nasce em casa! :)
Realmente gostava de uma evolução (apesar de muita gente achar que evoluir é passar de parto normal para cesariana...) nesse sentido, apesar de só pensar no terceiro para daqui a 3 ou 4 anos.
Bom trabalho!