Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Brinquedos, etc...

Gostei tanto, mas tanto deste post da Sofia (http://aquihabebe.blogspot.com/2009/06/de-pequenino.html) que resolvi comentar aqui...
 
Eu não compro brinquedos para os meus filhos, não fiquem chocados mas é mesmo verdade.
Tenho uma família grande ( principalmente da parte do meu marido ) que nas épocas festivas oferece sempre muitos presentes, eu prefiro gastar dinheiro em livros ( qualquer dia transformo a minha casa numa biblioteca! ), e a verdade é que prefiro que sejam eles a construir os seus próprios brinquedos.
 
Mas, á dois meses atrás a Princesa pediu-me um "careca" ( um bebé ). Como costuma brincar muito com a Lua, a minha boneca que uso na massagem infantil, achei uma boa ideia... mas fiquei escandalizada, no supermercado só havia "carecas" com chuchas e biberões!!!
Não é isto que quero passar á minha filha, pensei eu... mas ela lá escolheu um e fiquei expectante... o que vai ela fazer com os adereços.... ela deu-lhe biberão é verdade, mas também lhe deu de mamar.... e pôs o bebé no pano :)
E era aqui que eu queria chegar...Nós, pais, somos os modelos para os nossos filhos.. Nunca se esqueçam disto!
 
Temos de  transmitir aos nossos filhos que os bebés devem de mamar, que a cesariana só deve de feita para salvar a mãe ou o bebé, etc... não só com palavras mas também com actos... Na nossa sociedade as mães que amamentam fecham-se nos quartos, escondem-se... dar de mamar é obsceno... fala-se muito pouco com as crianças sobre o parto... aos 10 anos já as meninas dizem que ter filhos "dói muito"...
O que podemos fazer? MUITO...
 
Ser o exemplo, e falar, explicar ás crianças porque é melhor dar de mamar em vez de dar biberão, que o nascimento de um bebé pode ser um momento mágico, etc.
 
Está nas nossas mãos.. hoje acreditamos que parir dói, porque foi isso que nos foi passado de geração em geração... acreditamos que um bebé não sobrevive sem chucha... porque é isso que a sociedade nos transmite... mas está nas nossas mãos quebrar o ciclo!
Para quê uma "hora pequenina", quando se pode ter um "parto orgasmico"?
 
Parabéns Sofia, amei o post!
 

2 comentários:

Filipa disse...

E já repararam como os brinquedos têm sexo? Há brinquedos para meninas e outros para rapazes... E já agora, já viram que os dos rapazes baseiam-se quase sempre na ideia de diversão e que os das meninas na ideia de responsabilidade? Há carros e pistas de corridas, bolas de futebol, skates, jogos de playstation para rapazes, e carecas e bonecas de quem se cuidar, cozinhas, fogões e panelas para as meninas...
Não há dúvida que as crianças aprendem por imitação! E é para isso que serve a brincadeira e o jogo, em todas as espécies de mamíferos. Por isso, o exemplo que damos é muito importante! Por mim, os brinquedos não deviam ter sexo e espero conseguir passar essa mensagem ao meus filhos (ainda hoje estou à espera da pista de corridas de carros que nunca recebi em criança, por ser menina : ( ). Se um dia o Miguel quiser uma boneca, há-de tê-la!!
Cat, adorei que o teu Pirata quisesse levar um careca à cintura, enrolado numa toalha, por estar a ver toda a gente no dia do piquenique a transportar os seus bebés em panos ; )

moya disse...

meu Deus, tive uma epifania com o comentário da Fipa... LOL na família do meu hubbie é assim: meninas de rosa e bonecas e meninos de azul e carrinhos. Graças a Deus que comigo foi diferente: tive muita bonecada mas os brinquedos que guardo com maior carinho foram os meus carrinhos e o meu comboio eléctrico!