Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

As crianças devem de estar presentes no parto?




Qual é a vossa opinião?

5 comentários:

Marisa disse...

Claro que não! Este vídeo é uma estupidez! São pessoas malucas da cabeça,só pode ser! Para estar a ter o filho e ter uma pessoa a filmar e aínda por cima colocar na net!

moya disse...

é uma excelente questão que não deve ser respondida de forma linear. Depende sempre dos pais (mais da mamã) e da própria criança. A mãe pode não se sentir à-vontade para ter o outro filho à sua volta, nem que seja por medo de o "traumatizar" caso ele a veja em sofrimento. Também acho que se os pais planeiam tal acontecimento, devem preparar a criança para isso e explicar-lhe o que vai acontecer ao longo da gravidez e ver qual a reacção dela, mantendo sempre presente que a própria criança é que deve, afinal, escolher se quer estar presente ou não, ou uma vez lá, não a recriminar e criar opções para o caso de ela querer sair a meio.
O parto é um acto fisiológico, tal como cortar um dedo, comer uma refeição ou estar constipado. Se os pais criam uma criança explicando porque todas estas coisas acontecem, porque não assistir ao nascimento de um mano ou mana?
O nosso corpo é algo divino, e os nossos orgãos sexuais são tão importantes como as nossas mãos ou pés. Lembro que há pouco mais de 100 anos era "pecado" as senhoras mostrarem mais que o tornozelo em público e que os próprios casais faziam amor através de um buraco num lençol. Acho que já evoluímos desde então abrindo horizontes e aceitando o nosso corpo por inteiro e que processos fisiológicos como o parto são algo normal e não devem ser "escondidos".

Rosana Oshiro disse...

Assino embaixo que a criança deve participar se a familia "vê o parto com naturalidade", um ato como alimentar-se ou ir ao banheiro.
Tudo depende da relação familiar e da forma como encaram o parto.
Cada um sabe o que é melhor pra si e deve tomar suas decisões baseados em evidências, mas principalmente na relação da familia.

beijos

Cat disse...

Cada um sabe de si e quem somos nós para dizer o que esta certo? é o que eu penso sobre isto...

Ana Rute Cavaco disse...

eu assisti ao nascimento do meu 4º irmão, tinha 6 anos e meio e foi-me explicado tudo o que iria acontecer. foi lindo e sempre achei que fazer nascer um filho seria fantástico.