Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Para quem está farta de estar grávida...

A gestação é também a gestação de uma nova mulher...Aproveita esses 9 meses!

A nossa GRANDE MÃE, a mãe natureza dá-nos 9 meses... 280 dias da gestação, 40 semanas .... para que possamos maturar e estar prontas para a chegada de nosso bebé.

Acredito que a gravidez é muito mais do um período em que se espera a chegada de um filho. É muito mais que as visitas mensais ao médico e todos os exames que se fazem, muito mais que preparar um enxoval e decorar o quarto do bebé.

Durante a gestação somos mensageiras do milagre da vida, "a bendita entre as mulheres", e muito há para ser vivenciado como ponto crucial do nosso processo evolutivo como ser humano, como ser feminino, como "mamíferas"...

A gravidez é um rito sagrado de passagem... pode / deve desencadear um crescimento emocional e espiritual sem comparação.

É tempo de observar e obedecer aos nossos instintos…

Temos tudo para atravessar o ciclo mais interessante, mágico, sagrado da nossa vida. Tudo convida a MUDAR. Aproveita e muda… revê, recorda, descansa, caminha, dança, medita!
É tempo de ser o que há de sagrado aqui e agora!.


Acredito que nós mulheres parideiras preparamos-nos silenciosamente para mudar o mundo, para gerar um mundo mais harmonioso e uma humanidade mais consciente e pacífica.

Por isso.. vive os 9 meses, 280 dias da gestação, 40 semanas.... AGRADECIDA!!!
ESTAR GRÁVIDA É A MELHOR BÊNÇÃO DO UNIVERSO!

4 comentários:

Marina disse...

Nas aulas de preparação para o nascimento que frequentei houve uma grávida que disse à enfermeira que estava cansada de estar grávida. A enfermeira ficou chocada com tamanho disparate, como era possível estar-se farta de uma das melhores fases da vida de uma mulher?

moya disse...

Eu percebo [as mulheres que estão fartas]. É raro hoje em dia ver ou conviver com outras mulheres grávidas. Geralmente as mulheres que trabalham têm filhos mais tarde e por isso menos gravidezes; muitas delas são mandadas para casa repousar e alheiam-se do contacto com outras grávidas e mulheres. Muitas delas vivem em pavor da consulta seguinte ou do momento do parto e muitas também de como lidar com esse novo ser que lhes vai ocupar o tempo depois de nascer... Geralmente deixam de fazer exercício ou alongamentos e começam a comer por 2... É triste que as mulheres se tenham desconectado e se tenham masculinizado de tal forma que não sejam capazes de relaxar e apreciar um dos melhores momentos da sua vida. Essas preocupações e esse alheamento intensificam o aparecimento das "maleitas" comuns na gravidez: os enjoos, as dores de cabeça ou do corpo, o facto de não conseguirem ver-se bonitas com formas mais voluptuosas (o corpo de uma mulher grávida é LINDO!), os calores, etc. Graças a Deus tive uma gravidez 5* e adorei cada momento dela. Por mim estava grávida todo o ano! Tive a sorte de ter o apoio de um marido carinhoso, de uma doula fantástica e de muitas mamãs que fui conhecendo em grupos de mães grávidas e não só, que partilharam comigo as suas histórias e experiências e souberam ouvir-me também! Acho que tal foi muito importante para eu amar ainda mais a minha gravidez.

Daisy disse...

Cat!

muito boa esta reflexão!
Amei a resposta da Moya :) - sempre me entristeceu muito ouvir as grávidas a exclamarem esta afirmação, mas sempre associei a um descontentamento emocional interior da mulher, que a gravidez estava a intensificar.

Um beijinho,
Susana M.

Rastreamento disse...

Conheça tudo sobre rastreamento de veiculos,motos,carga,pessoal rastreadores com ou sem mensalidade no nosso site: http://www.rastreadorgps.org/