Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Incentivar o aleitamento materno é ser fundamentalista ?????

A Moya em resposta a este post levantou uma questão muito pertinente:

"Geralmente não sou eu que vou ter com alguém a perguntar porque está a dar biberon, mas vêm é ter comigo a perguntar porque ainda amamento... E esta? "

Realmente temos te ter algum cuidado em não ferir susceptibilidades, em proteger de alguma forma as mães que não amamentam para não se sentirem culpadas... mas... e as mães que amamentam e são MUITAS vezes criticadas, julgadas, ofendidas, simplesmente porque não é vulgar amamentar um bebé/criança?

"Amamentar não é difícil.... difícil é ser mamífero na nossa sociedade tecnocrata"

9 comentários:

Sofia Batalha disse...

muito bom! ... ai as susceptibilidades...

Rosana Oshiro disse...

ai, é verdade Catarina!
e como é dificil!

beijo
Rosana

rita disse...

Ainda ontem na consulta de rotina do pediatra ouvi que tenho o meu filhote viciado/dependente de mim e do meu leite. Que durante a noite com 9m não deve mamar, que a sua vontade está a sobrepor-se à minha. Como doi....se bebé acorda porque não embalá-lo mamando? sei que é muito cansativo, mas ele fica mais sereno. Com 9m faz sonos de 2h....não é comum, mas o seu ritmo ainda é este. Mas entendo o que ouvi, afinal é a opinião do próprio Pai, mas exliquei-lhe que não sei nem estou preparada para ver bebé sofrer. Sei e digo quando necessário a palavra não e não aceito que me digam que ele me domina porque me chama durante a noite e deseja mamar sempre que me vê. Estarei errada?

Costa disse...

Rita, o que o pai pensa e o médico diz está errado. Quem sabe és tu e o bebé. Eu amamentei os meus filhos sempre que eles quiseram de noite, e com bastante mais idade do que o teu filho o meu segundo filho ainda queria mamar várias vezes por noite. Agora tenho um bebé de 3 meses que mama quando quer... O pediatra aprendeu a respeitar-me e eu contrario-o quando acho que ele está errado nas questões do aleitamento. Ainda agora me disse que é importante dar água ao bebé, mesmo estando com leite materno, e eu digo-lhe que não é, porque eu nunca respeito intervalos/hotários de mamadas, e quando o meu filho tem apenas sede bebe só o primeiro leite, que é mais fluido e o hidrata sem necessariamente o alimentar.
Coragem, os homens não entendem nada disto ;-)
Dulce

P e M disse...

Pois... e eu que tive de ouvir do meu irmão isto: "Qualquer dia a miúda está com 18 anos e ainda mama..."

Claro que está que eu nem lhe respondi (vai fazer 3 anos), para quê?!

Sinceramente já nem me afecta... já nem tenho o mínimo de cuidado...

Didi e Pepe disse...

olaola
parabens a todas nos k desejamos continuar esta batalha!!

infelizmente, existe pessoas antikuadas...e k tb n nos respeitem.

o importante aki, é amamentar o bebe-ele tem direito!!

eu tb amamentei os d 2h/2h ou 3h/3h, durante a noite-ate fikar esgotada, aos 13meses.dai, decidi fazer o desmame nocturno. passado 2 semanas, ja mamavam pelas 22h e depois por volta das 6h ou 7h.n ta nada mau.

bjk fofos
lia, didi & pepe18m 1/2

Filipa disse...

Eu tenho passado esta semana, em que estou de férias em casa dos meus pais, a ouvir comentários de amigos acerca da amamentação do meu filho de 20 meses (é com cada disparate!). Tb já não me dou ao trabalho de responder, mas o mais engraçado é que a minha mãe, que pensava como as outras pessoas, agora é a primeira a 'defender-me', eh eh : ) Ao menos pode ser que o facto de amamentar o Miguel em público, sem qualquer pudor, sirva de alento a todas as mães que têm dúvidas e vão atrás do que dizem os outros! De certeza que a primeira mulher a dar biberão em público tb deve ter sido alvo de muitos comentários por parte das mães amamentadoras e, ainda assim, a moda pegou! Cabe-nos a nós, agora, inverter o processo com muita coragem e paciência!!

Daisy disse...

Não é nada fundamentalista! defender o que é natural, da nossa espécie, como a Natureza nos fez, nunca será tido como fundamentalismo. Só mesmo pessoas com interesses não-naturais poderão utilizar esse argumento. Eu, sinceramente, acho que é esquisito termos chegado a uma época onde temos que defender o que é natural, temos que provar que isso é que é válido, que isso é o melhor, quando todos nós já deveríamos saber disso.
E a bom da verdade, depois de ler os comentários, deve requer mesmo muita paciência ter que lidar com aqueles que acham que o natural "está fora de prazo".
No entanto, gostei muito de sentir a garra das comentadoras, e com certeza de todas as mães que amamentam. Coragem e muita perseverança!

Um abraço.

moya disse...

a minha moyinha ainda mama a pedido. Como já tem 16 mesinhos, e se distraí facilmente, já só mama 2 a 3 vezes de dia e outras 2 a 3 vezes de noite. Quando está aflita com dentinhos ou outra afecção, pede mais mama (naturalmente!)
O que me custa mais é ouvir as "desculpas/invenções" de que algumas mulheres se convenceram ou foram convencidas para parar de amamentar:
- dói sempre
- o meu leite não presta
- tenho leite a mais e tenho que estar sempre a tirar (?!!!!!)
- tinha pouco leite/já não era suficiente
- etc...
... que mostram uma profunda ignorância sobre o processo de amamentação. Sou como a Filipa: quanto mais nos virem por aí a amamentar, quanto mais se falar no assunto, mais as pessoas "acordarão" desse atordoamento em que se encontram para usar os neurónios e se informarem.