Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Usar o poder das Afirmações durante a Gravidez e Parto




Usar o poder das Afirmações durante a gravidez e o parto

Uma afirmação é tudo o que dizemos ou pensamos... e muitas vezes, algumas das coisas que dizemos são geralmente negativas e não nos ajudam a criar boas experiências de parto. Nós podemos reeducar a nossa maneira de agir, falar e pensar e torná-la mais positiva.


Muitas vezes dizemos: "Eu não quero uma cesariana..." e esqueço-nos de expressar claramente o que queremos, por exemplo "Eu quero um parto vaginal". Para criar as novas experiências que realmente desejamos, devemos de ser claras ao expressar os nossos desejos.


Fazer afirmações é como semear sementes no solo: primeiro germinam, depois criam raízes que crescem e, em seguida, saem para a luz. Leva tempo para transformar a semente em planta. O mesmo se aplica às afirmações. Há que ter paciência e acreditar!


Nós podem ter o parto que quisermos, porque possuímos as ferramentas para isso.
Essas ferramentas são nossos pensamentos e crenças - o que chamamos de afirmações.
Uma afirmação é qualquer coisa que nós dizemos ou pensamos.

Uma afirmação abre a porta, é o ponto de partida do caminho para a mudança. É como se dissemos ao nosso subconsciente: "Estou a assumir a responsabilidade. Estou consciente de que posso fazer algo para mudar."
Repito: cada pensamento que temos ou cada palavra que pronunciamos é uma afirmação.

As afirmações expressam as crenças a respeito de nós e do mundo, que vão sendo construídas desde a infância. Uma criança criada com respeito e amor, que se sentiu acolhida e valorizada, tem uma visão - uma crença - a respeito de si mesma bem diferente daquela que foi abusada, ignorada, desrespeitada. É muito fácil imaginar o que acontece com cada uma dessas crianças. A primeira vai gostar de si mesma, vai acreditar em sua própria capacidade, vai-se relacionar amorosamente com os outros e não se deixar desrespeitar. A outra estará sempre na defensiva, esperando hostilidade dos outros, relacionando-se com eles como a pessoa desvalorizada que acredita ser, deixando-se desrespeitar.
Talvez digas que desejas ter, por exemplo, um parto natural, mas sua crença mais profunda a impedirá de fazer isso, porque não se sente merecedora um parto natural porque, por exemplo, alguém te disse que não ias aguentar a dor...

As nossas crenças são capazes de nos fazer felizes, mas também podem estar a limitar a nossa possibilidade de criar exactamente as coisas que desejamos. O que nós queremos e aquilo que acreditamos merecer podem não ser a mesma coisa. É preciso estar atento aos pensamentos e às palavras que dizemos para começar a eliminar aquelas que criam as experiências que não desejamos na nossa vida.


Tem pensamentos felizes sobre a tua gravidez e o  parto. Basta isso. E é viável. A escolha do modo de pensar é exactamente isso: uma escolha. Tu tens a sensação de que os pensamentos invadem a tua mente sem o teu controle. É esta a grande mudança: a partir de hoje... de agora... deste exacto momento... podemos escolher mudar o nosso modo de pensar. Não penses que é um processo mágico e que tua vida vai mudar de uma hora para outra. Porém, se  persistires e escolheres diariamente ter pensamentos agradáveis, positivos, que te dêem satisfação, sem dúvida irás perceber aos poucos mudanças positivas....

O único momento em que vivemos é o momento presente. É o único tempo sobre o qual temos controle. "O ontem é passado, o amanhã é um mistério e o hoje é uma dádiva que chamamos de presente".

Fazer afirmações é escolher conscientemente ter certos pensamentos que irão gerar resultados positivos no teu parto. No início é mais difícil, e podes até  achar que é um processo ridículo e irreal. Mas vence a resistência e insiste. Posso garantir que essas afirmações positivas começarão a mudar teu modo de pensar. Declarações afirmativas vão além da realidade do presente, até a criação do futuro, através das palavras que usas agora.

É importante fazer as afirmações no tempo presente. Por exemplo, afirmações típicas começariam da seguinte forma: "Eu tenho...", ou "Eu sou..." Se  disseres: "Eu terei...", ou "Eu serei...", o teu pensamento ficará no futuro. O Universo recebe os teus pensamentos e palavras literalmente... Sempre! Esta é outra razão para manter uma atmosfera mental feliz.

Pense desta forma: todo o  pensamento é importante, portanto não desperdices os teus preciosos pensamentos. Todos os pensamentos positivos trazem benefícios à sua vida. Todos os pensamentos negativos levam as coisas boas e colocam-as fora de alcance. Podes ter a certeza: um acúmulo de pensamentos negativos cria uma barreira contra as afirmações positivas!

Quando começares a  prestar atenção ao que pensas, vais-te aperceber a quantidade de pensamentos negativos. Aos poucos, quando te surpreenderes com um pensamento negativo, dirás: "Este é um pensamento antigo, escolho não pensar mais desta forma." Em seguida, substitui o pensamento negativo por um positivo o mais rápido que puderes. Pensamentos de amargura, ressentimento, acusação e culpa fazemte infeliz. E este é um hábito  que deves libertar... Por isso nada de pensar que o bebé não vai passar... ou que não vais conseguir dilatar!

Usa desde já algumas destas afirmações:

"Eu posso sentir-me bem!"

"Eu posso fazer mudanças positivas em minha vida!"

"Eu posso conseguir o parto que desejo!"

Não te esqueças que:
"O homem é aquilo que pensa."
(James Allen)

e que

"Todas as grávidas podem ter o parto que desejam!"
(Catarina Pardal :)

Recomendo os livros de Louise Hay, apesar de não conhecer nenhum especifico para a gravidez e parto, foi neles que me baseei para escrever este post.

3 comentários:

Pérola disse...

Adorei!!!!

Costa disse...

Excelentes "dicas", Catarina.
Dulce

P e M disse...

"cada pensamento que temos ou cada palavra que pronunciamos é uma afirmação."

Nem de propósito: é nisso (ou melhor, nisto todo) que eu ando actualmente a pensar!!!

Obrigada Cat...