Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O caso "Adelaide de Sousa"

A Doula Rita mais uma vez em grande... sobre o caso "Adelaide de Sousa" e a polémica que fez esgotar a edição da revista Caras http://ritacor.wordpress.com/2009/09/18/parto-em-casa/ 

Quero apenas acrescentar que a Doula tem de ficar calada porque tem um código de conduta a cumprir:
A doula não revelará informação pessoal e confidencial que lhe tenha sido revelada pela cliente no decurso do seu acompanhamento, sem a autorização expressa da mesma ponto 8 do Código de Conduta da Doula da Associação Doulas de Portugal.
A parteira não pode falar Artigo 85.º do dever de sigilo:
O enfermeiro, obrigado a guardar segredo profissional sobre o que toma conhecimento no exercício da sua profissão, assume o dever de:
a) Considerar confidencial toda a informação acerca do destinatário de cuidados e da família, qualquer que seja a fonte;
b) Partilhar a informação pertinente só com aqueles que estão implicados no plano terapêutico, usando como critérios orientadores o bem-estar, a segurança física, emocional e social do indivíduo e família, assim como os seus direitos;
c) Divulgar informação confidencial acerca do indivíduo e família só nas situações previstas na lei, devendo, para tal efeito, recorrer a aconselhamento deontológico e jurídico;
d) Manter o anonimato da pessoa sempre que o seu caso for usado em situações de ensino, investigação ou controlo da qualidade de cuidados
.


 E A Adelaide pode dizer aquilo que quer e que lhe apetece! Será justo?

5 comentários:

Costa disse...

Não é justo, concerteza, mas a forma como ela sentiu o parto e como o descreve não pode ser criticável. Foi o que ela sentiu num momento que é, de certeza, dos mais importantes na vida de um casal: o nascimento de um filho.
Nem sempre corre bem em casa... nem sempre corre bem no hospital... A vida não é como a matemática, e doulas, parteiras e médicos sabem-no bem. Porquê esconder que às vezes há problemas?

Cat disse...

esconder? nunca....

Filipa disse...

Há sempre dois lados para uma mesma história e esta parece até ter três, pois temos também a versão da revista Caras que, pelo vistos, não corresponde 100% à versão dos pais. No entanto, falta ouvir o lado da doula e da parteira e é mesmo uma pena que não possam defender-se convenientemente, devido ao sigilo profissional.
Concordo que não seja fácil digerir que um parto que se sonhou natural e em casa, acabe em cesariana no hospital. Mas é muito injusto colocar a responsabilidade desse facto, assim como o adiamento da ida para o hospital, na parteira e na doula, principalmente quando essa mesma parteira, que foi a minha, sempre me disse que, no dia do parto, eu seria 'rainha' e que todos os 'meus desejos seriam ordens', incluindo o de ir para o hospital, se não me sentisse confiante o suficiente em casa.
Parece mais que a Adelaide está a querer resgatar o protagonismo que não conseguiu com o seu parto, e é triste que seja de uma forma tão negativa...

Filipa disse...

Há sempre dois lados para uma mesma história e esta parece até ter três, pois temos também a versão da revista Caras que, pelo vistos, não corresponde 100% à versão dos pais. No entanto, falta ouvir o lado da doula e da parteira e é mesmo uma pena que não possam defender-se convenientemente, devido ao sigilo profissional.
Concordo que não seja fácil digerir que um parto que se sonhou natural e em casa, acabe em cesariana no hospital. Mas é muito injusto colocar a responsabilidade desse facto, assim como o adiamento da ida para o hospital, na parteira e na doula, principalmente quando essa mesma parteira, que foi a minha, sempre me disse que, no dia do parto, eu seria 'rainha' e que todos os 'meus desejos seriam ordens', incluindo o de ir para o hospital, se não me sentisse confiante o suficiente em casa.
Parece mais que a Adelaide está a querer resgatar o protagonismo que não conseguiu com o seu parto, e é triste que seja de uma forma tão negativa...

Anónimo disse...

http://www.bionascimento.com/forum/viewtopic.php?t=604

A propósito da enfermeira...