Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

domingo, 7 de junho de 2009

Pai no parto?

Se for esse o desejo do casal, não faz sentido os pais ou qualquer outro acompanhante escolhido pela mãe não estar presente no parto, seja ele vaginal ou cesariana.
Estão de acordo?
Quem querem ao vosso lado no nascimento dos vossos filhos?
Para quem já foi mãe, quem esteve presente no parto? Foi importante?

No nascimento da Princesa esteve comigo a minha querida Mãe, no Pirata a minha querida Doula Susana Pinho, não fazia muita questão que o pai estivesse, mas se tivesse um 3º filho gostava de o ter a meu lado, juntamente com a uma doula e uma parteira CLARO!!!

7 comentários:

P e M disse...

"Quem querem ao vosso lado no nascimento dos vossos filhos?
Para quem já foi mãe, quem esteve presente no parto? Foi importante?"

TU!!! É claro!

E num futuro parto, uma parteira também!

;o))))

kel disse...

Eu tive o meu marido ao meu lado e não troco por nada! foi maravilhoso vermos a nossa filha ao mesmo tempo. Não troco mas acrescento, uma doula e uma parteira no próximo.
Beijocas

*^_^* disse...

O pai, que não assistiu a este porque tive de ir para bloco a correr para ter ajuda de ventosa.

E a minha mãe, que é enfermeira e só não assistiu devido aos nervos.

Prescindo de uma doula (o meu marido e a minha mãe desempenham muito bem esse papel).

E claro um ou uma parteira (se for o meu obstetra tanto melhor)

alice disse...

eu tive o pai presente nos meus dois partos, um normal e uma cesariana e para mim foi uma grande ajuda e segurança... Para alem de ter tido sempre ao lado a minha querida obstetra. foram dois partos lindos:)

Carla Isabel disse...

Eu tive o pai ao meeu lado...mas se tiver um quarto filho, tb quero uma doula, a Rita Costa!
Foi através dela que cheguei aqui ao blog e adorei!

Bjs

Isabel de Matos disse...

O pai, sim, claro! Já tive três partos e o mais maravilhoso neste 3º parto foi a presença do pai do Alexandre e das irmãs (o Alexandre nasceu na água na clínica Acuario, em Beniarbeig, Espanha, as irmãs, na altura com 17 e 13, assistiram, fizeram a reportagem fotográfica e adoraram _ a mais velha tinha medo de ter filhos e só por assistir ao nascimento do irmão, deixou de ter... o pai assistiu, cortou o cordão umbilical do filho _ depois de ele deixar de pulsar_ e só não entrou na água, porque quiz ter a perspectiva de vê-lo a nascer de um ângulo mais visível.
Os partos das minhas duas filhas mais velhas forma partos "normais", rápidos, mas foram numa maternidade "normal", em Coimbra, o que mais me custou foi mesmo essa história do horário das visitas (pois lá eles colocaram-mas sobre mim e no meu peito assim que elas foram "limpas" e estive todo o tempo de maternidade com elas na minha cama)e de não ter tido ninguém mais familiar a assistir ao parto.
No parto do Alexandre tive tudo isso e todos os preceitos de um parto humanizado e o Alexandre nasceu ao som de uma música com sons de baleias e golfinhos que nós tínhamos levado para o efeito, sob uma luz muito suave, na água, sem episotomias nem pelos rapados, o cordão cortado após de deixar de pulsar, fui eu que escolhi a posição e "o método", tudo 5 estrelas. E passámos umas férias maravilhosas lá em Espanha, pois ele nasceu no Verão...
Beijinhos a todos e obrigada Catarina pelos teus posts
Isabel

moya disse...

Claro! O meu marido esteve sempre comigo durante o tp&p (e já agora, no pós-p também LOL) e foi importantíssimo sentí-lo ali comigo! Nem sei como o faria sem ele!
Gostei muito de ter partilhado este momento tão íntimo com a minha doula Cat ;) e com a minha parteira Ana! Com a ajuda delas tudo pareceu fluído e fácil: eu é que fiz o parto mas elas foram muito importantes para o alívio de dores e sensação de empatia e segurança!