Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Mãe, como é que nascem os bebés?

A Doula Rita, para além de ter muito jeito para a costura, tem o dom de escrever lindamente!


Espreitem aqui o que lhe aconteceu um dia... Para mim faz todo o sentido o que ela escreve sobre as cesarianas.


Expliquei á Princesa como é que o mano ia nascer, tinha ela 2 anos. Como? Nunca lhe ia dizer que era uma cegonha que trazia o irmão! Disse-lhe que a pilinha do pai entrou no pipi da mãe, deixou lá uma sementinha que se transformou num bebé, que ia nascer saindo pelo pipi, simples!


Hoje fala disto com a mesma naturalidade que vê um filme de parto. É pouco provável que tenha outro filho, mas se tiver não me importava que ela assistisse.


Quando fiz o workshop com a parteira mexicana Naoli, comprei um livro lindíssimo, escrito e desenhado por ela que guardo com muito amor - "Nasce um bebê... naturalmente" aconselho para quem quer explicar aos seus filhos como nasce um bebé! Vejam as imagens lindíssimas...



Para mim, não faz sentido mentir a uma criança! Porque não explicar como se faz e como nasce um bebé?!
E para vocês?

4 comentários:

info disse...

Olá Catarina!

Concordo consigo. As crianças devem saber a verdade em relação ao nascimento. É algo tão natural e bonito, que não percebo o tabu à volta desse tema.

O livro é lindíssimo e também adorei ler a história da Rita. Claro que fiquei perplexa com a atitude daquela mãe, mas valeu pela postura tão bonita da Doula Rita.

Maria João

Mia disse...

Ainda tenho mamãs que lhes dizem (cinco anos) que os bebés chegam de avião!
Concordo totalmente contigo, a minha mãe também sempre nos explicou tudo sem rodeios e crescemos sem muitas dúvidas.
O livro..sem palavras.
É bom crescer assim :)

beijocas

ritacor disse...

Obrigada pelo teu link e pelas tuas palavras, Catarina!
:)

mjf e pmp disse...

Li o texto e acho incrível! tenho pena daquela mulher e daquelas meninas: porque não tiveram ninguém que as ensinasse que o nosso corpo é algo maravilhoso e poderoso de que nos devemos orgulhar... e não esconder e difamar...