Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Spa de parto...

"Concebida por Darling Dushinka, a banheira para parto é equipada para tornar esse momento ainda mais agradável: tem assento ajustável, jactos de massagem, barras superiores e outros apoios, além de um assento à frente para o futuro papai.

Além disso, um "simulador de cascata" e a iluminação suave mantêm a mãe mais tranquila durante o trabalho de parto.

Quem quiser a experiência completa pode utilizar também outros recursos que compõem uma espécie de "spa do parto", que emprega tecnologias usadas em hospitais a métodos naturais e não-invasivos. "

Tribuna do Norte
http://www.tribunadonorte.com/index.php?setor=DETALHESNOTICIA&nid=131952

Será assim tão difícil de perceber que é preciso tão pouco para uma mulher ter um parto tranquilo... que invenção... Spa de parto... ao que chegamos...
Não quer dizer que não estou de acordo, esta banheira pode ser útil, não digo que não, mas preocupa-me a vertente comercial e o oportunismo... é preciso tão pouco para parir, no meu ponto de vista, estão a tirar a magia ao parto natural...
Faz-me lembrar a cadeira de parto da Mac...

O que acham disto?

6 comentários:

mjf e pmp disse...

Ois!
Confesso que ao ler a descrição, me convenceu! LOL! A barra em cima para podermos pendurar-nos a descansar ou ajudar a sair e entrar: 5*! Tudo bem que deve custar balúrdios, mas acho que é uma opção viável para p.e., clínicas e hospitais e não para uso individual (aí as insufláveis são mais em conta e como dizes, fazem o mesmo efeito). Aliás, até a banheira lá de casa serve, mas a insuflável tem a vantagem de poder ser colocada onde quisermos e poder ser acessível por todos os lados.
No entanto acho excelente que empresas divulguem novos equipamentos que façam os profissionais de saúde dos meios hospitalares olharem para o parto na água com menos desconfiança e cada vez mais como uma opção viável para oferecer às mulheres. A única dúvida que tenho quanto a esse "spa" é a desinfecção: os materiais que são usados devem ser compatíveis e a banheira deve permitir uma desinfecção completa, uma vez que significaria ter que ser usada repetidamente e por diferentes pessoas. O facto de ter jactos, significa que tem tubagem interna e essa é geralmente de desinfecção mais complexa.
beijos,
m.

Sofia disse...

É o 8 e o 80... :)

Infelizmente, ainda há muito a "ideia" de que aquilo que é caro e sofisticado é que é bom, quando por vezes é precisamente o oposto...

Lá chegaremos...

beijinhos

Anónimo disse...

Eheheh, olha que eu ali era capaz de parir e na cadeira de parto da MAC... não! E tentei, juro que tentei!!! Concordo contigo... talvez seja demasiado, mas antes a mais que a menos e, se for como diz a mjf e pmp, numa clínica e hospital, e nos cobrarem o mesmo que numa marquesa, não é má ideia, pois não? Mas podia ter 2 banquinhos, um para o futuro papá e outro para a doula! Bjinhos, clo
PS: não sei nada da Rita e do seu Miguel!!! Há novidades? Bjs

Cat disse...

Bem, se uma maternidade portuguesa comprasse esta piscina era bom sinal! temos de ver as coisas pela positiva :)
O Miguel está muito quentinho e não quer sair :) vamos esperar pelo quarto minguante :)

P e M disse...

"Será assim tão difícil de perceber que é preciso tão pouco para uma mulher ter um parto tranquilo..."

Pelos vistos é! Também não há leite que cheguem aos pés daquele que é produzido pelas mães e no entanto...

Quanto a mim o Homem (deveria ser com letra pequena?!) prefere-se anular e comprar... depois vem todos os males associados, mas também ai não se inibe em comprar mais "tralha" para "tapar" o mal que faz aos filhos e a si mesmo...

É complicado quebrar este ciclo.

Cat disse...

O Bebé da Rita nasceu no sabado!