Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

domingo, 26 de outubro de 2008

O parto Ideal

É comum as mulheres grávidas idealizarem um parto, o "parto ideal". Todas as mulheres são diferentes, umas querem parir no hospital, outras em casa, com ou sem epidural, com musica, na agua... O importante é que tenham o parto que desejam... isto sim é a verdadeira humanização do parto, isto sim é devolver o protagonismo á mulher.

Estas sugestões vão ajudar a chegar ás suas próprias conclusões a respeito do parto que deseja... no entanto tenha sempre em conta que chegado o momento o instinto diz-nos o que fazer...


Informe-se


A grande maioria das mulheres não estão informadas sobre as vantagens e os inconvenientes das diferentes maneiras de dar á luz e dos procedimentos e rotinas hospitalares. Informe-se, esclareça todas as suas duvidas

Escolha cuidadosamente o lugar onde vai nascer o seu bebé

Se escolher o hospital para o nascimento do seu bebé, não deixe de o visitar, fale com os profissionais que lá trabalham, informe-se sobre as suas praticas e saiba até que ponto são flexíveis para respeitarem as suas opções.

Tente obter a percentagem de cesarianas, de epidurais, de partos instrumentalizados e de episiotomias.

Se está a pensar num parto em casa, converse com várias parteiras que acompanham partos domiciliares, saibam quais os seus procedimentos e esclareça todas as suas duvidas.

Seja qual for a sua escolha, o fundamental é que seja bem pensada sem a pressão extrior de outras pessoas.

A Importância do(s) acompanhante do parto

Em vez de pensar quem gostaria de ver o nascimento do seu filho, pense primeiro quem gostaria que estivesse consigo nesse momento tão intimo e pessoal... as avós e até mesmo o pai de bebé devem de perceber que o importante é a futura mãe sentir-se perfeitamente descontraída... Parir não é um acto social, é um acto mamífero, é fundamental uma grávida em trabalho de parto não se sentir observada.

Contudo, as pessoas que a futura mãe deseja que estejam presentes durante o trabalho de parto, podem ter um efeito benéfico dando segurança e confiança á futura mamã...


Encontre o ambiente adequado

Para a maioria das mulheres, o ambiente adequado é um lugar onde instintivamente se sentem seguras. o hospital pode ser um lugar onde as mulheres se se sentem inseguras, mas para outras a tecnologia pode ter o efeito contrario, tranquilizando-as.
O importante é não sentir medo, para reduzirmos a adrenalina, pois esta hormona pode bloquear o trabalho de parto.

No hospital há pequenos detalhes que podem ajudar a melhorar o ambiente, como baixar as luzes, não colocar a tecnologia á vista ou colocar uma musica agradável



Mexa-se

Se nada impedir uma mulher de se mexer em trabalho de parto, ela adoptará de forma instintiva posições que lhe proporcionam maior alivio á dor.

O mais habitual é ver uma mulher a parir deitada, posição que estreita o canal do parto, ficando o bebé com muito menos espaço para passar, tendo de sair contra a gravidade.

Mobilidade, verticalidade e tempo são as palavras chaves para ter o máximo de possibilidades de ter um parto vaginal.

Resolver assuntos pendentes

Qualquer motivo de desgosto, tristeza ou preocupação são suficientes para uma mulher não se conseguir entregar completamente ao parto.
Assim para evitar bloqueios é bom tratar todos os assuntos pendentes, todos os traumas, todos os medos.

Fazer um plano de parto

O Plano de Parto é um instrumento muito útil para comunicar com os profissionais de saúde.
É um documento elaborado pela mulher/casal com os seus desejos para o nascimento do seu bebé. É uma manifestação escrita da vontade da mulher/casal do seu direito de decidir livremente, e consentir ou não intervenções médicas.


Espero ter ajudado!