Sobre o blog:

“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” Ricardo H. Jones

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Boas Noticias!!

http://www.min-saude.pt/portal/conteudos/a+saude+em+portugal/noticias/partos+agua.htm


A partir de Novembro, as parturientes da maternidade do Hospital de São Bernardo já podem optar por parto com água.



A maternidade do Hospital de São Bernardo, do Centro Hospitalar de Setúbal, vai permitir que, a partir de Novembro, as parturientes optem pela imersão na água durante o trabalho de parto. Este projecto inovador pretende oferecer às mães, que o desejem, uma experiência diferente e um parto natural.

Assim, todas as grávidas com idade gestacional superior a 37 semanas, em fase activa de trabalho de parto, com gravidez de baixo risco, podem optar pelo parto com água já a partir do próximo mês.

A iniciativa foi desenvolvida pela equipa multidisciplinar da urgência ginecológica e obstétrica / bloco de partos e visa implementar um modelo assistencial que favoreça o atendimento das necessidades e expectativas das utentes e o respeito pelos seus direitos.

Os objectivos do projecto são:

Promover o parto normal
Recuperar a posição central da mulher no processo de nascimento
Diminuir a instrumentalização e mediatização do parto
Para a equipa de enfermeiros especialistas de saúde materna e obstetrícia do Hospital de São Bernardo que vai realizar partos com água, o nascimento deve ser encarado como um processo normal, natural e a cada mulher deve ser dada a oportunidade de experimentar um parto saudável e gratificante, independentemente da sua idade e das circunstâncias.

Ou seja, “deve parir segundo os seus desejos, num ambiente em que se sinta segura, cuidada e em que seja respeitado o seu bem-estar, a sua intimidade e as suas preferências pessoais”, salientam os enfermeiros.

A imersão na água, durante o trabalho de parto é um tipo de parto natural com excelentes resultados no alívio da dor em mulheres saudáveis com gravidez de baixo risco.

Os benefícios da imersão na água durante o trabalho de parto, são relevantes, nomeadamente, o efeito relaxante que reduz a dor provocada pelas contracções uterinas e descontrai a musculatura do períneo. Além disso, diminuiu a necessidade de analgesia farmacológica e proporciona um trabalho de parto mais curto.

Para saber mais, consulte:
Centro Hospitalar de Setúbal, EPE – http://www.hsb-setubal.min-saude.pt/

São ou não boas noticias?

Lembrei-me deste video que vi no Blog da Sofia http://aquihabebe.blogspot.com




Não é Lindo?

1 comentário:

Ana disse...

Parabéns!, realmente a atitude do Hospital de Setubal já é um bom principio para a nossa caminhada de mudar a "forma de nascer".
Quanto a ti Catarina, o video que foste buscar é sem dúvida uma delicia, só de ver é maravilhoso, penso que sentir uma experiência destas, não deve haver palavras para explicar, o que se sente. Fico contente pelo nosso País, já ter mudado pelo menos uma vírgula neste caminho.Ana Figueiredo